Programa 2

O Coordenador e o Processo Pedagógico na Escola

Objetivo

Oferecer subsídios teórico-práticos aos coordenadores pedagógicos para que possam cumprir suas atribuições de modo efetivo, principalmente formação continuada de seus professores, visando um ensino de qualidade para seus alunos.

Duração

10 meses


Público Direto

Coordenadores Pedagógicos ou profissionais que assumam o processo pedagógico em Escolas Públicas ou ONGs de Educação.

Estratégias

Oficinas e orientação individual aos coordenadores para que possam qualificar a formação continuada de seus professores, visando um ensino mais estimulante, significativo e empreendedor, melhorando o desempenho de todos os seus alunos, sob os aspectos de conhecimento escolar, cidadania e competências básicas para a vida moderna.

Resultados

  1. Participação ativa de todos os segmentos da escola no processo educativo, incluindo as famílias dos alunos e a comunidade: a gestão participativa é recomendada pela LDB; a Labor utiliza técnicas que asseguram o envolvimento das pessoas e uma atitude de corresponsabilidade.
  2. O PPP (Projeto Político Pedagógico) é revisto e recriado: professores refletem sobre todas as suas ações, assumem a concepção de educação e missão definidas pelo coletivo, planeja estrategicamente e redireciona as ações para obter os melhores resultados com os estudantes.
  3. Melhora nas relações da escola com a comunidade à qual ela serve: pais, alunos e educadores conscientes de que a escola está a serviço dos alunos, de modo compartilhado com a comunidade.
  4. Formação continuada executada de modo sistemático, contribuindo para um ensino bem sucedido com crianças e adolescentes: professores/educadores passam a ensinar aliando teoria e prática, mostrando a relevância dos conhecimentos na vida dos alunos, na sociedade.
  5. Professores usam estratégias adequadas para seus alunos, a exemplo dos Pequenos Projetos Didáticos: passam a planejar, sistematicamente e de modo eficaz, pequenas unidades de ensino com atividades práticas e teóricas bem concatenadas para atingir seus objetivos pedagógicos em cada etapa.
  6. A avaliação é vista como um instrumento de pesquisa do coordenador e do professor: praticada de modo sistemático, o processo avaliativo incentiva a reflexão, se aplica como diagnóstico, leva ao registro dos resultados e estimula a auto avaliação do aluno.
  7. Melhoram as relações interpessoais na instituição: há maior parceria e confiança entre coordenador pedagógico e educadores, entre os educadores e entre estes e seus educandos, proporcionando um aumento da cordialidade na escola e nas famílias.

Achou interessante? Fale conosco