Programa 5

Educação Integral e Integrada

Educação integral e integrada

Objetivo

Proporcionar às crianças e jovens de uma região uma educação de qualidade em tempo integral, mediante parceria entre escolas, famílias e organizações sociais.

Duração

2 anos



Público Direto

Professores, educadores e gestores das escolas e de organizações sociais de uma mesma região, lideranças da comunidade e representantes de pais de alunos.

Público Indireto

Crianças e adolescentes de escolas públicas, centros de juventude e outras instituições educativas, e suas famílias, especialmente as que vivem em comunidades periféricas ou em processo de exclusão social.

Estratégias

Por meio de Oficinas e orientação aos gestores, aplicar ferramentas de diagnóstico e planejamento participativos, chegando aos planos de ação conjuntos e complementares que, respeitando a natureza de cada instituição, leve ao atendimento das necessidades educativas dos estudantes por meio de um diálogo produtivo entre gestores, educadores, pais, estudantes, funcionários e comunidade.
A ideia é melhorar o ensino nas escolas e favorecer que sejam oferecidas atividades educativas no contra turno do período escolar, por instituições públicas e organizações sociais, a partir de um planejamento integrado com a escola, de forma a proporcionar atendimento aos estudantes em tempo integral.

Resultados

  1. Escola e comunidade à qual ela serve planejam e executam ações educativas de modo integrado e complementar: são desenvolvidos projetos na escola e na comunidade, com a corresponsabilidade de familiares e educadores em geral, todos voltados para uma educação de qualidade considerada em todos os seus aspectos.
  2. Todos os segmentos de escolas e de organizações sociais da região dialogam e participam do processo educativo, incluindo as famílias dos alunos e lideranças da comunidade: a gestão participativa, recomendada pela LDB e viabilizada pelas técnicas da Labor, possibilita o envolvimento das pessoas e uma atitude de corresponsabilidadeao propor objetivos e executar planos de ação estabelecidos de modo estratégico e integrado.
  3. Professores e educadores capazes de planejar e executar, em parceria ou de forma complementar, projetos educativos que motivam os alunos: utilizam pequenas unidades de ensino com atividades práticas e teóricas bem concatenadas para atingir os objetivospróprios de cada instituição.
  4. O ensino se torna mais ativo, associando a teoria à prática e a escola à vida dos estudantes em seu ambiente: os educandos se motivam e se mobilizam mais para aprender, pois reconhecem o valor dos conhecimentos, descobertos por meio de experiências e da aplicação prática na escola e nos demais ambientes, o que aumenta seu domínio de conceitos e habilidades correspondentes.
  5. A avaliação é usada pelos diferentes educadores como instrumento de pesquisa e aperfeiçoamento da educação: investem na qualidade de sua atuação com base em reflexões compartilhadas, avaliação diagnóstica incluindo auto avaliação do aluno e trocas de informação e experiência com outros educadores.
  6. Melhoram os índices de aproveitamento medidos nas avaliações internas e externas: alunos mostram melhor desempenho nas provas e nos exames estaduais e nacionais da educação.
  7. A constituição de um coletivo entre educadores da região e a formação de lideranças: grupo educativo fortalecido, incluindo escolas, ONGs e famílias, incentivando a transparência e a responsabilidade em todo o processo educativo.
  8. Plano de ação educativa integrado na região permitindo um atendimento aos educandos em tempo integral: os planos de ação decorrentes do planejamento estratégico integrado – baseados na realidade, nos anseios das pessoas, nas prioridades eleitas pelo coletivo, nas conquistas e desafios, nos potenciais e dificuldades reais do processo educativo na região - são aplicados com sucesso.

 

Achou interessante? Fale conosco